Header Ads

WWBC: Analisando o primeiro capítulo de Harry Potter e a Pedra Filosofal.


É suficiente dizer, J.K.Rowling planejou muito.

A série Harry Potter é extremamente rica em detalhes e intrínseco de que cada vez que a revisitamos, encontramos novas coisas para apreciar. Sementes foram plantadas desde o princípio, então vamos dar uma boa olhada no primeiro capítulo de Harry Potter e a Pedra Filosofal, “O menino que sobreviveu” e ver se tem algo de novo que possamos descobrir.

O livro começa com uma descrição dos Dursley’s e sua comum maneira de julgar sua visão do mundo. Valter sai do trabalho, Petúnia cuida de seu filho Duda e entre os três, costumam criticar um grande número de pessoas – particularmente os bruxos felizes que celebram pela rua a queda de Voldemort. Não que eles saibam disso.

Harry Potter and the Philosopher’s Stone

É interessante notar que os Dursley’s nunca mudaram as suas visões, e, em Harry Potter e as Relíquias da Morte isto ainda não tem mudado, embora tenham em mente que isto faz parte de seu estilo de vida.

Quando o Sr e a Sra Dursley acordaram na terrível e cinza terça-feira, nossa história começa, não havia nada sobre o céu nublado para sugerir que em breve coisas estranhas e misteriosas viriam a acontecer por todo o país. (Harry Potter e a Pedra Filosofal)

Neste capítulo é duplamente divertido ver um mundo tão tranquilo. As “coisas estranhas e misteriosas” mencionadas poderiam ser uma referência geral à aventura que estava para começar.

Enquanto os Dursley’s são as primeiras pessoas que conhecemos na história, os personagens que se mantém em nossas mentes são Dumbledore, a professora McGonagall e claro, Hagrid.


Não é difícil ver o porquê. Dumbledore tem olhos fofos e brincalhão, mas com um olhar sério, enquanto McGonagall tem um certo rigor. Além disso, ao estar ao lado de Dumbledore, cimenta seu relacionamento como amigos, em vez de apenas colegas.

Minha querida professora, certamente uma pessoa sensata com você pode chama-lo pelo nome dele? Tudo isso de “Você-Sabe-Quem” é um absurdo – há onze anos que tento persuadir as pessoas a chama-lo pelo seu nome próprio: Voldemort. 
A professora McGonagall se encolheu, mas Dumbledore que estava se servindo de dois sorvetes de limão, pareceu não notar. (Harry Potter e a Pedra Filosofal)

O menino que sobreviveu possui a primeira menção a Voldemort na forma de um diálogo bem carregado. Está claro que ele e Dumbledore possuem uma história, mas não é mostrada de maneira explícita. Ainda assim, temos uma ideia de quem é Voldemort – uma força escura e malévola – e só temos uma noção de poucas linhas da grandeza de seu poder.

Sorte minha que está escuro. Não fico corado assim desde que a Madame Pomfrey disse que gostava das meus novos abafadores de ouvido. (Harry Potter e a Pedra Filosofal)

Madame Pomfrey, a enfermeira de Hogwarts, recebe sua checagem de nome. Para o leitor de primeira viagem, parece uma referência descartável a um personagem sem importância, mas se encaixa de maneira primorosa com a continuidade estabelecida desde o começo. Ou seja, personagens que você não pensou que teriam um papel importante a desempenhar.

Da mesma forma, quando Hagrid faz a sua entrada em sua moto agora muito familiar, ele diz que a tomou emprestada do “jovem Sirius Black”. O que parece uma parte da informação insignificante é na verdade a primeira citação do nome do padrinho de Harry. Claro, Sirius se tornaria vitalmente importante para Harry.

Harry Potter and the Order of the Phoenix

O que há de mais aparente no primeiro capítulo da Pedra Filosofal é que há uma tristeza pairando pelo ar. O que poderia ser uma construção mundial simples é, na verdade, um momento profundamente emocionante e emocional para McGonagall, Dumbledore, Hagrid e até mesmo involuntariamente, Harry. Ná época, fomos puxados para o mistério do capítulo, mas que agora vemos que é de valor melancólico.

“O garoto que sobreviveu” é fascinante porque é nosso primeiro passo no mundo de Harry, e é divertido ver alguns dos personagens mais importantes da série, personagens que amamos, antes de Harry ir para Hogwarts.

Você gostaria de um sorvete de limão? 
Não, obrigada, disse a professora McGonagall friamente, como se ela não pensasse que este era o momento para sorvetes de limão. (Harry Potter e a Pedra Filosofal)

Um pouco de leveza nos tempos obscuros é praticamente a definição de toda a obra em poucas palavras e, distribuir sorvetes de limão quando há uma tarefa importante a cumprir é o clássico Dumbledore. A resposta espinhosa da professora McGonagall também é muito típica dela. E, para ser honesto, podemos ver o motivo. Sorvetes de limão em um momento como este Dumbledore?

Harry Potter and the Philosopher’s Stone

Uma razão mais simples para Dumbledore distribuir doces enquanto entrega a criança mais importante que o mundo verá, é que ele sabe exatamente o que Harry representa na sua essência, o que ele crescerá para se tornar. E, além disso, com Voldemort aparentemente morto, há sim uma causa legítima para se comemorar.

Ele terá esta cicatriz para sempre. 
Você não pode fazer algo a respeito disto Dumbledore? 
Mesmo que eu pudesse, não faria. As cicatrizes podem ser úteis. Eu mesmo tenho uma acima do meu joelho esquerdo, que é o mapa perfeito do metrô de Londres. (Harry Potter e a Pedra Filosofal)

A princípio, o comentário de Dumbledore sobre a cicatriz de Harry parece ser só mais uma de suas pequenas piadas. Mas se olharmos mais de perto, revela que talvez Dumbledore soubesse que a cicatriz de Harry era mais do que apenas um corte, e como isso representava o vínculo de Harry com Voldemort. Esconder sua grande sabedoria e previsão por trás do humor foi algo que Dumbledore fez mais de uma vez, afinal, nós nunca descobrimos mais a respeito da cicatriz do metrô de Londres...

Harry Potter and the Philosopher’s Stone

“O menino que sobreviveu” está cheio de pequenas referências nas entrelinhas que são divertidas de ler depois de todos esses anos. Há acenos de cabeça para personagens pelas quais os apaixonaríamos mais tarde, momentos de prenúncio e, claro, humor: porque onde Harry Potter não possui alguma leveza?

Para comemorar o 20º aniversário de Harry Potter e a Pedra Filosofal, o Pottermore explorará temas, momentos, personagens e muito mais da primeira história de Harry Potter.

[+] Traduzido do site Pottermore.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.