Header Ads

Tem uma coisa que a Ellie Bate nunca entendeu muito bem sobre Harry Potter.


Essa é a história da Ellie Bate, uma das organizadoras do amado Buzzfeed e é totalmente obcecada por Harry Potter, a ponto disso ser, na verdade, um pouco ridículo. Sua história, postada no site citado anteriormente está rendendo discussões acaloradas em fóruns, e até mesmo nos comentários da postagem original. Estamos todos acompanhando as atualizações, e esperando que a própria J.K. Rowling venha e se pronuncie sobre isso. Ficou curioso? Saiba o porque de tudo isso:

Essa sou eu quando criança, lendo "O Prisioneiro de Azkaban" e usando um óculos da marca Harry Potter, que eu achava que me fazia parecer descolada, mas que na verdade me fazia parecer a Murta Que Geme.

Ela se orgulha do seu conhecimento de Harry Potter. Quando um amigo ou colega tem uma pergunta sobre Harry Potter, eles vão até ela para obter a resposta. Segundo ela, ela é, para ser bem sincera, uma sabichona insuportável. Mas ela acabou de completar sua milionésima releitura de toda a série e está realmente triste em dizer que há um elemento de Harry Potter que ela SIMPLESMENTE. NÃO. ENTENDE.

Pessoal, COMO OS MALDITOS RETRATOS QUE SE MOVEM FUNCIONAM NO MUNDO MÁGICO DE HARRY POTTER?

Ellie entende que deveríamos aceitar o movimento dos retratos, mas o problema começa com o fato de que os retratados podem se mover entre os quadros. Ela aceita isso porque entende que é ficção e magia, e é preciso suspender a sua descrença e simplesmente desfrutar disso, mas, lá no fundo, ela também sou uma verdadeira Hermione Granger e precisa entender a lógica por trás dessas coisas.

Basicamente, ela tem questionamentos. Então curiosamente, ela e todos nós, estamos aceitando que as pessoas dos retratos de Hogwarts podem ir para outros retratos. Mas como isso funciona a partir do ponto de vista delas? Estamos assumindo que, quando elas olham para o lado, sua paisagem de repente termina e se torna uma paisagem completamente diferente? Essa é a única explicação possível que ela pode encontrar, mas parece estranho e muito pouco mágico, então, se você ou a J.K. Rowling (que eu tenho certeza que está lendo isto) tem uma resposta para ela, ela ficaria agradecida.


E o que impede que as pessoas nos retratos simplesmente deixem o seu quadro vazio para sempre e se mudem para outro? Eles estão magicamente vinculados ao seu quadro — tipo, eles podem sair apenas por um período de tempo específico? Ou isso é como as casas dos seres humanos da vida real e seria desaprovado se eles simplesmente se mudassem para a casa de outra pessoa? Quando o retrato da Mulher Gorda é cortado em "O Prisioneiro de Azkaban", ela corre para outro retrato por segurança, mas e se ela não tivesse feito isso? Ela teria morrido? Ou se ferido? Ela teria que ir a um quadro de um hospital para ser tratada? EXISTE O RETRATO DE UMA ALA HOSPITALAR? E ela simplesmente se acalmou em um quadro diferente enquanto Filch remendava sua tela? Eu acho que você pode concordar que essas são perguntas importantes.


Depois, quando chegamos em "A Ordem da Fênix", aprendemos que as pessoas dos retratos não apenas se movem entre as imagens, como também podem se mover entre os retratos DELAS MESMAS em DIFERENTES LOCAIS.

Inclusive ela tem tantas perguntas sobre isso que resolveu colocá-las em uma lista, caso contrário, iria explodir explodir. Veja:

– Isso significa que, não importa quantos retratos sejam pintados de uma pessoa, ela só pode aparecer em um retrato por vez?
– E, em caso afirmativo, isso significa que a maioria dos seus retratos ficam vazios na maior parte do tempo?
– Se ela tem vários retratos, a pessoa vê o plano de fundo do seu outro retrato quando olha para o lado, em vez da paisagem do quadro ao lado dela?
– Os diretores de Hogwarts, por exemplo, podem se mover entre os quadros de Hogwarts, além de se moverem entre seus próprios retratos? COMO?
– Quanto tempo leva para que a pessoa de um retrato se mova entre dois quadros que estão a centenas de quilômetros de distância? Isso é instantâneo?
– Por que eu tenho pensado tanto sobre isso?
– Eu descansarei até ter as respostas?

Todos sabemos que, depois que um diretor da escola de Hogwarts morre, ele tem um retrato colocado na parede de sua antiga sala. Mas como "exatamente" isso funciona? Se você pode se comunicar com alguém através de um retrato mesmo depois da morte dessa pessoa, por que todos simplesmente não pintam os retratos de seus entes queridos? Isso é um caso de eles "escolherem" essa vida, como fantasmas?

Ela sente que Harry teria sofrido menos se pudesse simplesmente ter pintado sua mãe e seu pai e os pendurado na parede.

O retrato deve ser pintado antes que a pessoa morra para que ela possa se mover e falar dentro dele? Ou você precisa ser um "tipo" especial de pessoa para sua presença viver através de um quadro? É por isso que o Snape nunca conseguiu um quadro na sala do Diretor? Ou isso é por que ele não mereceu um? Olha, a gente sabe o que você vai dizer. Isso é ficção! Isso é um livro infantil que literalmente fala de um garoto mágico e seus amigos mágicos! E temos que simplesmente lidar com as contradições! Mas todas as coisas nesse mundo tem uma explicação bem pensada por trás, então ela acha que ISSO DEVE TER TAMBÉM.

Se você é a J.K. Rowling e tem respostas para qualquer uma ou todas essas perguntas, por favor, ajude a Ellie a descansar sua cabecinha. Ela preciso saber!

ATUALIZAÇÃO IMPORTANTE: De acordo com algumas informações em Pottermore.com, os retratos são apenas reflexos dos traços de personalidade dominantes dos retratados e sua capacidade de interagir com pessoas fora do quadro depende da habilidade mágica deles. Os diretores de Hogwarts têm seus retratos pintados com anos de antecedência e visitarão, se desejarem, o quadro para ensinarem seus maneirismos/transmitirem sabedoria/compartilharem memórias para tornar o retrato mais "realista".

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.