Header Ads

Algumas considerações/pontuações sobre o fanfilm da historia de Voldemort.


Recentemente nós fãs da saga Harry Potter fomos presenteados com a notícia de que haveria um fanfilm sendo produzido e que este contaria o passado de Voldemort. Obviamente, sendo autorizado ou não, todos (ou grande maioria, e eu incluso)se animaram com uma animação ou um até então possível curta metragem a respeito. Afinal, com outros fanfilms já produzidos e divulgados no youtube (como o duelo de Grindelwald x Dumbledore e um contando mais sobre os Marotos x Snape) e tendo sido bem recebidos pelo fandom em geral, um a mais detalhando o vilão da série seria interessante.

Eis que surge o trailer do fanfilm. De cara me deparo com duas grandes coisas que me incomodam. A primeira, cronologia. Sabemos que a saga tem vários pontos incoerentes cronologicamente falando, questão de horas ou minutos, às vezes dias de semana ou não, nada muito errado a ponto de causar falhas na trama. Mas não é o caso do que ocorre no filme. É um erro de no mínimo 2 anos.

Como os fãs já sabem, Voldemort nasceu a 31/12/1926 (por informações precisas da própria fonte da saga: J.K. Rowling; embora seja possível calcular o ano de nascimento a partir de várias informações dos livros) e entrou em Hogwarts em setembro de 1938. Ora, sendo assim, ele se formaria apenas em julho de 45. Como o próprio trailer narra, ele se forma, larga o empreso na Borgin & Burkes e some pelo mundo. Então vem o ano do escândalo, em que uma elfo doméstico chamada Hóquei assassina sua patroa, Hepzibá Smith, descendente da casa Hufflepuff, morte por envenenamento. Vários erros.

1943 é o ano narrado. Impossível. Voldemort ainda estava na escola. Estava para entrar em seu sexto ano. Estava longe de se formar, arranjar um emprego, larga-lo eentão assassinar Smith. Ora, pra quem leu o sexto livro, sabe que Voldemort matou Smith DOIS DIAS depois da bruxa tê-lo mostrado a taça de Hufflepuff. E o trailer dá a entender de que Voldemort largou o emprego e levou ainda anos para ter o escândalo sobre a morte de Smith.

Mas digamos que você não seja muito ligado a datas ou simplesmente releve esse enorme furo que contradiz os sete livros (afinal, se Cursed Child deitou e rolou nesse quesito... mas não mudemos o foco!), ainda tem outro. A herdeira de Gryffindor.

Já temos sete livros e oito filmes com o embate entra Grifinória x Sonserina, por que inventar uma herdeira caçando Voldemort? E principalmente: sabemos que essa herdeira nunca foi citada, sabemos que só há uma explicação plausível para essa ausência futura... ela vai morrer. Seja pelas mãos do próprio Voldemort ou outro motivo, ela foi irrelevante para a saga. Claro que é possível fazerem algo bem feito como Rogue One (sabíamos que eles haviam concluído a missão, mas também sabíamos que não apareciam no futuro), mas receio que não.

Uma terceira coisa que me incomodou, mas é realmente pequena. O escândalo que Tom fez ao produzir um feitiço, coisa que não imagino ele fazendo nem mesmo quando adolescente. Embora eu goste do duelo no quinto filme – e o tal ‘escândalo’ de Voldemort –, convenhamos que ali presenciávamos a fúria de titãs¹.

Como fã, irei assistir? Com certeza. E como fã, também apontarei os erros. 

¹E como os tais recentes filmes, nos quais os trailers mostravam algo promissor apenas para quebrarmos a cara, creio eu que ocorrerá o mesmo aqui.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.