Header Ads

16 anos depois, a internet resolveu lembrar de "Mafalda Weasley".


Você acreditaria se alguém rebatesse você com a possibilidade de um dos integrantes da familia Weasley sendo escolhido para a Sonserina? Não? Nem eu. Mas não pense que estamos falando de um dos irmãos do Rony, porque não estamos.

Depois que recentemente a J.K. Rowling atualizou seu site oficial, a internet pareceu se interessar por suas atualizações passadas, principalmente por publicações que haviam nas versões anteriores e que hoje não constam mais. 16 anos se passaram, muita coisa mudou, e muita das coisas que haviam nos arquivos do site da autora, foram retiradas do ar, e por motivos óbvios. J.K. Rowling resolveu deixar todo o seu conteúdo criativo no site do Pottermore, onde vez ou outra, insere textos ricos e descritivos sobre o seu Mundo Mágico.

Mas até a última mudança no Pottermore, ele não tinha essa funcionalidade.

Pois bem, uma das versões antigas do site oficial da autora trazia informações adicionais sobre uma certa Weasley que nunca apareceu na série de livros – mas o texto completo não está mais disponível na página. A questão foi levantada novamente em fóruns do Reddit nesta última semana, e está longe de ser um segredo escondido da saga Harry Potter, já que tal discussão chegou aos fãs pela primeira vez em 2000. Exatamente naquele ano, em uma entrevista à Entertainment Weekly, J.K. Rowling falou sobre as dificuldades que encontrou ao escrever "Harry Potter e o Cálice de Fogo", que considerava, até então, o livro mais desafiador da saga.

Nos três primeiros livros, meus planos nunca me deixaram na mão. Mas eu devia ter colocado o enredo sob o microscópio. Eu escrevi o que eu pensava que seria metade do livro e, ‘argh’, encontrei um enorme furo em meio à trama. Atrasei em dois meses o prazo de entrega. E, como os livros haviam se tornado então mais famosos, havia uma enorme pressão externa.


O motivo para o atraso na entrega do quarto livro da saga, tinha nome e sobrenome: Mafalda Weasley.

Mafalda seria uma grande antagonista para a turma de bruxos da Grifinória. Prima de segundo grau dos irmãos Weasley, ela estaria passando as férias n’A Toca antes de seguir para Hogwarts, para o seu primeiro ano. Na escola de bruxaria, Mafalda seria enviada para Sonserina pelo Chapéu Seletor, mas a personagem acabou sendo retirada do livro.

Como uma boa aluna da Sonserina, Mafalda era intrometida e gostava de tentar impressionar. Ela teria acesso a tudo que os filhos e as filhas dos seguidores de Voldemort compartilhavam, assim ela seria a responsável por transmitir certas informações sobre os Comensais da Morte ao trio principal. Mafalda era, segundo Rowling, uma bruxa talentosa, e ainda de quebra, uma rival a altura para Hermione.

Foi daí que surgiu o atraso na entrega do livro para a editora e a necessidade de reescrever uma parte da história. Assim, tudo que estava para ser parte dos planos de Mafalda em Hogwarts, ficou nas mãos da Rita Skeeter.

Rita sempre esteve no livro, mas eu aumentei sua participação porque precisava de uma espécie de canal para informações fora da escola. Originalmente, esta menina cumpria este propósito.

Segundo depoimentos da autora dadas na época, as informações sobre a personagem eram que Mafalda seria filha de um primo de segundo grau que é um corretor, já mencionado em "Harry Potter e a Pedra Filosofal". Claramente surpresos ao descobrir a bruxidade da filha, eles que eram trouxas e eram sempre rudes com a comunidade bruxa, pediram encarecidamente aos Weasley que a apresentasse ao mundo da magia, antes da mesma ir para a escola.

Os Weasleys concordam em recebê-la durante parte do verão, incluindo a Copa do Mundo de Quadribol, mas lamentam a decisão quase que imediatamente. A Sra. Weasley suspeitou que os pais de Mafalda simplesmente queriam se livrar dela por um tempo, porque ela se revela a criança mais desagradável que já haviam conhecido.

Para quem já frequentava os fóruns de discussões na internet naquela época, tudo isso é bastante familiar, pois os motivos do atraso do quarto livro foram amplamente discutidos na rede, não num âmbito de problematização como nos dias de hoje, mas foram comentados. A questão da problematização da série nos dias de hoje, é importante, pois qualquer fio solto é essencial para o entendimento de algo que passou despercebido aos nossos olhos.

Uma pena que a Mafalda Weasley deixou de existir, e outra "garota problema" foi criada para aparecer no roteiro ensaiado da saga, anos após o episódio do Cálice de Fogo. Porém, quisera a Dephini ser tão bem construída quanto a Mafalda.

Infelizmente, por mais brilhante que ela fosse, havia limites óbvios para o que uma criança de onze anos poderia descobrir dentro de uma escola, enquanto Rita Skeeter, que eu posteriormente desenvolvi mais profundamente para cumprir a função de Mafalda, era muito mais flexível.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.