Header Ads

Simbolismo & Mitologia | Alvo Dumbledore


Chegou a vez de falar sobre um dos maiores bruxos de todos os tempos, o personagem cujo nome a maioria dos fãs brasileiros não saberiam pronunciar se não fossem os filmes. Ele mesmo, o nosso tão querido diretor Alvo Dumbledore. Começarei falando um pouco sobre sua aparência que, intencionalmente, foi construída a partir do tão conhecido estereótipo do bruxo velho e sábio, meio curvado e com uma grande e longa barba branca. Relacionar cabelos brancos à sabedoria sempre foi algo relativamente comum, afinal todo mundo já ouviu falar que a experiência aumenta com a idade. Se você já viu, provavelmente pela televisão, um daqueles tribunais americanos, já deve ter notado aquela peruca branca esquisita usada pelo juiz. É justamente um símbolo de inteligência.

Segundo as lendas, Merlin, o grande bruxo medieval e grande companheiro do rei Arthur, citado inclusive na série HP, era normalmente descrito como um homem velho, muito sábio, cortês, honrado, solidário, inteligente e poderoso. Tal imagem permaneceu até os dias de hoje e muito frequentemente é relembrado na ficção, como por exemplo na figura de Gandalf e Saruman, ambos criados por Tolkien, autor de "Senhor dos Anéis". Essa imagem do mago conseguiu sobreviver a demonização teológica da Igreja Católica e as inquisições, não sendo tão denegrida como aconteceu com a imagem das bruxas e feiticeiras por exemplo, lembradas normalmente como velhas idosas e maléficas, de narizes tortos e com rostos cheios de verrugas. Antes de continuar, vale a pena citar que Dumbledore pode ter sido baseado no diretor da antiga escola de J.K. Rowling, Alfred Dunn.

O caso de Dumbledore é o mais curioso que eu já comentei até agora, pois seus quatro primeiros nomes podem ser interpretados como representações das quatro divisões primárias das Ilhas Britânicas: a Escócia, o País de Gales, a Inglaterra e a Irlanda, respectivamente.

❖ Começando com Alvo (Albus), que além de significar "brilhante" ou "branco" em latim (branco é uma cor normalmente atribuída ao bem, ao contrário do preto, cor símbolo dos Comensais da Morte), é a forma masculina da palavra "Alba", o nome gaélico da Escócia. Também pode ser uma referência a palavra italiana que significa "nascer do sol", possivelmente aludindo aos símbolos de renascimento associados a ele (tanto o seu mascote quanto seu patrono eram uma fênix, como vocês bem sabem). A própria autora já revelou que os nomes de Dumbledore e Hagrid foram escolhidos com base nas cores branco e vermelho (Rúbeo, o primeiro nome de Hagrid, vem do latim ruber que significa avermelhado), ambas considerados componentes místicos essenciais da alquimia. Segundo as doutrinas herméticas, o branco é a cor dos iniciados que conseguiram deixar de ser profanos e, portanto, foram capazes de abandonar as trevas e seguir em busca da luz. Com o branco inicia-se a purificação da matéria. Pode também ser uma referência ao Gandalf, que passou a ser conhecido como "o branco" após sua batalha contra o terrível Balrog.

❖ Percival é um cavaleiro lendário que nasceu no País de Gales e está presente nas lendas do rei Arthur, onde participa, nos contos mais antigos, na busca pelo Santo Graal. Nas versões primitivas de sua lenda, Percival se apaixona pela bela Blanchefleur e se torna rei de Corbenic. Já nas versões posteriores, ele mantém-se virgem e morre depois de ter encontrado o Graal. Tal busca pode ser comparável a de Dumbledore pelas Relíquias da Morte.

❖ Wulfric é um dos vários nomes encontrados nas Crônicas Anglo-saxônicas e pode, por sua vez, representar a Inglaterra. Wulfric significa literalmente "poder do lobo" e é uma reminiscência de outro nome semelhante, Beowulf, que significa "urso-lobo poderoso". O lendário herói Beowulf (aquele mesmo do filme) é conhecido por ter derrotado o monstro Grendel (qualquer semelhança com Gellert Grindelwald pode não ser mera coincidência) e é descrito como um herói de força descomunal e de grande coragem, podendo enfrentar criaturas terríveis sem qualquer tipo de arma. Em uma de suas aventuras, Beowulf é fatalmente ferido por um dragão em uma caverna no mar e o único que poderia lhe ajudar era seu fiel escudeiro órfão, uma situação semelhante a que ocorre com Dumbledore e Harry enquanto ambos tentavam conseguir o medalhão-horcrux no sexto livro. Podemos também comparar o dragão ao Lord Voldemort, cuja maldição teria matado Dumbledore se ele não tivesse sido morto pelo Snape antes.

❖ Brian pode ser uma referência ao lendário rei irlandês Brian Boru (em gaélico Brian Bóirmhe) que significa "o dos tributos", pois este tributou diversos fundos de outros governantes menores da Irlanda, tendo-os utilizado para reconstruir os mosteiros e as bibliotecas que haviam sido destruídas durante as invasões dos Vikings. O próprio Dumbledore era um veterano de muitas batalhas contra as forças das trevas.

❖ Por fim, Dumbledore é uma antiga palavra inglesa do século 18 para "bumblebee" (uma espécie de abelha, não o Transformer), que ainda é usada em Newfoundland, no Canadá, para se referir a um zangão. Em francês, "dore" significa "dourado" ou "feito de ouro".


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.