Header Ads

J.K. Rowling diz que Donald Trump não seria aceito em Hogwarts.


J.K. Rowling usou mais uma vez o seu Twitter para posicionar-se contra Trump, o até então indigesto presidente dos Estados Unidos. Na segunda-feira, dia 27, ela rebateu um dos milhares de internautas que lhe enviam perguntas diárias, este no caso, ousou imaginar o Donald Trump como aluno de Hogwarts, a Escola de Magia e Bruxaria da saga "Harry Potter".

O jornalista Oliver Willis escreveu que o presidente americano, seus filhos Eric e Donald Trump Jr. e seu assistente Jared Kushner pertenceriam à Sonserina, uma das quatro casas, nas quais os alunos de Hogwarts estão selecionados. A Sonserina é conhecida por ter formado em sua maioria, "bruxos das trevas", como o vilão Voldemort, que na trama é adepto de ideias preconceituosas.

Mas Rowling claro, não concordou.

Você precisa receber a carta antes de colocar o chapéu, Oliver, respondeu a autora britânica, mencionando a carta de aceitação que todos os bruxos recebem antes de começarem os estudos.

Se você não está familiarizado com a trama, em "Harry Potter" os alunos de Hogwarts passam por uma cerimônia obrigatória em seu primeiro ano letivo. É nessa seleção que os alunos vestem o Chapéu Seletor, que os separa em quatro casas: Grifinória, Lufa-Lufa, Corvinal ou Sonserina.

Cada casa possui características distintas, e recebem alunos com características específicas, sendo a Sonserina, como mencionado acima, a casa de um dos antagonistas do Harry Potter: o loirinho, mimado, rico e preconceituoso, Draco Malfoy. Porém é claro que para passar por essa iniciação, todos devem ter uma característica em comum: ter sangue bruxo.

Se Donald Trump não recebe uma carta de aceitação, logo deduzimos que ele não passa de um mero trouxa (muggles, ou não mágicos) na saga.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.