Header Ads

J.K. Rowling revela a existência de "dois" Harry Potter.


J.K. Rowling não cansa de nos surpreender né? Depois que o ano de 2007 ficou marcado por diversos acontecimentos na cultura pop, entre eles, o lançamento do último livro da saga Harry Potter, que consequentemente marcou o fim de uma "era", experimentamos longos anos de desespero e dor após a finalização de uma obra que alguns de nós, havíamos acompanhado desde o início.

Porém, J.K. Rowling mostrou que o universo criado por ela é mais vasto do que pensávamos, e que vai se manter vivo por muito mais tempo. E é isso que ela vem fazendo com maestria. A autora reformulou o Pottermore e publicou nele diversos contos, spinoffs, notas e tudo o que fosse necessário para manter o mundo bruxo vivo. 

Pois bem, em uma de suas postagens, intitulada "The Potter Family"  no site Pottermore, a autora se aprofundou na árvore genealógica de Harry, a linhagem de Potter começou com um excêntrico mago chamado Linfred de Stinchcombe, que desenvolveu a poção Skele-Gro, a mesma usada pelo personagem em "Harry Potter e a Câmara Secreta" para reparar os ossos do seu braço quebrado.

E o mais fascinante ainda está por vir: o Potter, que todos conhecem e amam, não foi o primeiro Harry Potter. O bisavô de Harry se chamava Henry Potter, porém, sabe-se lá o motivo, entre seus amigos mais íntimos, ele era conhecido como Harry. Seu bisavô foi tão encrenqueiro em seu tempo  quanto o Harry.

Eis o trecho em inglês:

Occasionally, a Potter made it all the way to London, and a member of the family has twice sat on the Wizengamot: Ralston Potter, who was a member from 1612-1652, and who was a great supporter of the Statute of Secrecy (as opposed to declaring war on the Muggles, as more militant members wished to do) and Henry Potter (Harry to his intimates), who was a direct descendant of Hardwin and Iolanthe, and served on the Wizengamot from 1913 - 1921. Henry caused a minor stir when he publicly condemned then Minister for Magic, Archer Evermonde, who had forbidden the magical community to help Muggles waging the First World War. His outspokenness on the behalf of the Muggle community was also a strong contributing factor in the family’s exclusion from the ‘Sacred Twenty-Eight’.

A história do clã Potter, de acordo com a autora, é que Henry causou um alvoroço quando ele condenou publicamente Archer Evermonde, o então Ministro da Magia, por proibir a comunidade mágica de ajudar os trouxas durante a Primeira Guerra Mundial. Sua franqueza para com os trouxas foi praticamente a causa dos Potter serem excluídos do Sagrado Vinte e Oito, um grupo de famílias britânicas que ainda eram “sangue puro”, datado na década de 1930.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.