Header Ads

Criaram uma lista com 7 coisas sobre Hogwarts que não fazem sentido nenhum, e nós discordamos.


O site Fatos Desconhecidos resolveu listar 7 coisas que - para eles - não fazem o menor sentido no Mundo Mágico de J.K. Rowling. Demos uma olhada na lista, e concordamos que existem alguns pontos - ou melhor, apenas um -, como o item 2 por exemplo, que infelizmente merecia uma correção por parte da autora, como ocorreu no caso de Newt Scamander, e não ocorreu no caso do Hagrid. De toda forma, o item 1 por exemplo, pode ser respondido com uma questão muito básica: Hermione Granger é a bruxa mais inteligente de sua idade, até o próprio Remo Lupin reconheceu isso, e caso o artefato mágico, no caso o Vira-Tempo, tivesse sido entregue nas mãos do Harry Potter por exemplo, nem poderíamos imaginar o caos que seria instaurado na saga, ou melhor, poderíamos sim! É só olhar para "Harry Potter e a Criança Amaldiçoada"! Mas, de resto, do item 3 ao 7, tudo parece estar em concordância com o fato de que Hogwarts, assim como, o Mundo Bruxo, mantém suas próprias regras, distanciando-se de nossa realidade. Parece que todo mundo revolveu entrar na onda de procurar defeitos em tudo que é saga, filme, música, e afins.

De certa forma, as pessoas parecem se esquecer que: quando você se predispõe a ler uma obra literária, ou assistir um filme, seja ele qual for, você praticamente está assinando um contrato onde você concorda embarcar na aventura, por mais ridícula - que não é o caso de Harry Potter, ou fantasiosa que ela seja - e aqui encontramos Harry Potter. Afinal de contas, é terrível assistir um filme com aquele amigo, que não encara o fato de ser uma ficção e critica tudo que aparece na tela por não se aproximar à realidade.

Vejamos a lista:

Depois de obter o bacharelado em Estudos Clássicos, J. K. Rowling se aventurou em criar o mundo mágico de Harry Potter com extrema cautela. Cada detalhe foi pensado por Rowling para que todas as tramas fossem explicadas, e até hoje a autora continua explicando particularidades pendentes através de entrevistas e redes sociais. Muitas dessas questões estão relacionadas com a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts.

Refletindo sobre as regras da instituição, é possível perceber que há várias interrogações sobre Hogwarts. Pensando nisso, separamos 7 coisas sobre a escola que não fazem sentido nenhum:

1 - Entrega aos estudantes o poder de destruir o mundo.

Entregar o objeto mais poderoso do mundo nas mãos de uma menina de 13 anos de idade, não faz sentido nenhum - mesmo no universo de Harry Potter. Foi exatamente isso que aconteceu quando a Hermione recebeu o vira-tempo da professora McGonagall depois de prometer "nunca contar para ninguém", e nunca o usar para nada, "exceto estudos". Um adulto sensato teria explicado a Hermione a importância da priorização e do equilíbrio entre o trabalho e vida pessoal, não permitindo que ela quebrasse as leis do espaço e do tempo para acomodar sua agenda.

2 - Hagrid nunca foi redimido.

Em 1943, Hagrid foi culpado por abrir a Câmara Secreta, mas acontece que Tom Riddle era o verdadeiro culpado. Hogwarts nunca compensou o erro, e Hagrid não recebeu nem uma varinha complementar. Obviamente, Dumbledore não podia colocá-lo no sistema da casa com um grupo de crianças de 11 anos de idade, mas ele poderia pelo menos fornecer-lhe algum tipo de agrado.

3 - Não fornece orientação existencial.

Como os alunos de Hogwarts começam a entender o universo e a existência deles? Obviamente, é melhor que a escola não introduza nenhum tipo de crença particular, mas os feiticeiros curiosos certamente já se perguntaram como eles conseguem lançar feitiços ou criar poções. Esta falta total de orientação existencial, embora nunca clara, prejudica um pouco o realismo do corpo estudantil.

4 - A escola parece menor do que realmente é.

Originalmente, Rowling pretendia abrigar 1.000 alunos em Hogwarts, mas só escreveu 40 personagens para o ano de Harry Potter. O resultado foi uma irregularidade entre o tamanho da escola e o número de rostos reconhecíveis nos corredores.

5 - É muito perigoso para crianças.

Obviamente estamos falando de um mundo mágico, então algumas ameaças como cobras gigantes, aranhas assassinas enormes, dementadores e uma árvore propensa à raiva são completamente "normais". Contudo, algumas ameaças foram trazidas para as salas de Hogwarts pelos próprios professores: particularmente as diversas monstruosidades para proteger a Pedra Filosofal. Embora a importância da pedra possa ter justificado suas defesas extremas, por que uma escola cheia de menores de 18 anos foi escolhida para esconder a Pedra Filosofal?

6 - A pontuação da Copa de Quadribol de Hogwarts.

A Copa de Quadribol de Hogwarts consiste em seis partidas entre as quatro casas de Hogwarts. A última contagem, entretanto, não é baseada no número de vitórias, e sim no total de pontos marcados. Isso significa que, teoricamente, se sua casa ganhasse uma das duas partidas, mas no geral, marcou menos do que outra casa que foi derrotada em duas partidas de maior pontuação, elas ficariam acima do seu time. Bem diferente essa pontuação, não é mesmo?

7 - Utiliza pássaros para se comunicar com o mundo de fora

As corujas podem ser a forma mais majestosa de comunicação, mas estão longe de ser as mais eficazes. Se carregar um celular pode ser "difícil", imagina ter que alimentar, alojar e coletar os excrementos de sua coruja? Além disso, é claro, uma enorme coruja é dificilmente um mensageiro discreto, particularmente na Inglaterra suburbana. Embora a ideia das corujas seja bastante legal, elas não são práticas. Mais uma vez, a tecnologia trouxa fornece uma alternativa mais simples, limpa e até segura aos métodos mágicos.

Você conseguiu lembrar de outra coisa que não faz o menor sentido em Hogwarts? Deixe nos comentários e compartilhe a matéria.

[+] Repostado integralmente do site Fatos Desconhecidos.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.