Header Ads

Quão leal é uma varinha a um bruxo?

Acontece que a fidelidade de uma varinha ao seu dono depende de muitas coisas.


Mesmo o lendário fabricante de varinhas Olivaras não sabia tudo sobre a expertise de varinhas, mas era inflexível quanto ao fato de que a varinha escolhesse o bruxo. Ainda assim, era toda essa a história? A varinha de Harry se conectou com ele instantaneamente, mas ainda teve seus momentos. Tom Riddle usou isso para revelar que ele era Voldemort, Bartô Crouch Jr. a usou para lançar a Marca Negra e, claro, havia sua conexão com a própria varinha de Voldemort. A varinha do Harry também não era a única a trair seu dono ocasionalmente. Esse é o problema com as varinhas. Podem ser tão imprevisíveis quanto seus proprietários.

A primeira varinha de Rony.


Olivaras disse a Harry que os melhores resultados vêm de varinhas que escolheram seu dono. Se esse fosse o caso, não era surpreendente que a primeira varinha de Rony o traíra de forma bastante espetacular. Foi, afinal, um reaproveitamento da varinha de seu irmão mais velho Carlinhos.

A varinha de Carlinhos foi particularmente uma escolha errada para Rony, principalmente depois que ele a partiu na metade depois de um acidente com o Salgueiro Lutador. Reparar com fita adesiva mágica não melhorou a sua performance, e, ao retroceder ao segundo ano, a varinha de mão de Rony não mostrou-lhe nenhuma lealdade. O feitiço "coma lesmas" foi o pior: deveria ter sido Malfoy vomitando lesmas, mas, em vez disso, era Rony quem estava vomitando-as na cabana de Hagrid.

Havia talvez outra razão para o mau comportamento da primeira varinha de Rony. Era feita de madeira de Freixo e, como Olivaras próprio falou:

A varinha da Freixo se abre para o seu verdadeiro mestre e não deve ser transmitida ou doada do proprietário original, porque perderá poder e habilidade. Essa tendência é extrema se o núcleo for unicórnio. -  Madeiras de Varinhas por J.K. Rowling.

A varinha de Carlinhos tinha um núcleo de unicórnio. Então, Rony nunca teria alguma chance com ela, na verdade.

A varinha roubada de Isolt Sayre.


Quando a fundadora de Ilvermorny, Isolt Sayre, fugiu de sua desagradável tia Gormlaith Gaunt em 1620, pegou a varinha de Gormlaith, sem saber que originalmente era propriedade de Salazar Sonserina ou que continha um fragmento de chifre de Basislisco.

A varinha roubada trabalhou fielmente, já que Isolt começou sua vida na América, mas quando Gormlaith a seguiu até o Monte Greylock, ela se voltou dramaticamente contra Isolt. A varinha obedeceu ao comando de Gormlaith, colocada sob ofidioglossia, para "dormir" e recusou-se a trabalhar. Isso pode ter sido porque, embora Isolt tomasse a varinha de sua tia, ela não a ganhou, então nunca ganhou sua fidelidade. Como Olivaras disse:

Algumas leis sutis governam a propriedade da varinha, mas a varinha conquistada geralmente dobrará sua vontade para seu novo mestre. -  Madeiras de Varinhas por J.K. Rowling.

A varinha de Gormlaith Gaunt funcionou bem o suficiente para Isolt enquanto ela era a única descendente de Salazar Sonserina por perto, mas quando convocada em sua língua ancestral, sua lealdade imediatamente se deslocou. Moral da história: nunca confie em uma varinha roubada.

A varinha de Harry e Draco.


Uma varinha conquistada, por outra mão - ou seja, uma varinha adquirida diretamente de seu dono, como Harry fez com Draco na Mansão Malfoy - é outra história.

Harry teve muito mais sucesso com a varinha de Draco do que a varinha de espinheiro-negro que lhe foi dada por Rony, porque ele nunca ganhou a fidelidade da varinha negra. Os feitiços que Harry lançou com essa varinha eram mais fracos. Sentia-se "intrusivamente desconhecido". A varinha de Draco, por outro lado, mostrou a sua lealdade a Harry uma vez que ele ganhou: até ajudou a matar Voldemort.

Varinha de Hermione e Bellatrix.


Olivaras descreveu a varinha de Bellatrix Lestrange como "inflexível", e quando Hermione a usou durante a invasão de Gringotes, achou difícil de entendê-la:

– Odeio essa coisa – disse em voz baixa. – Realmente odeio. Parece que não se amolda bem, que não funciona direito comigo... é como um pedaço dela. - Harry Potter e as Relíquias da Morte.

A teoria de Harry de que Hermione não conseguira dominar a varinha de Bellatrix, era porque ela não ganhara sua fidelidade, da mesma forma que ele falhou com a varinha de espinheiro-negro. E, no entanto, curiosamente, Hermione parecia não ter problemas para usar a própria varinha de Bellatrix contra ela durante a Batalha de Hogwarts.

As varinhas de núcleos-gêmeos de Harry e Voldemort.


Harry soube do relacionamento de sua varinha com o Voldemort no dia em que ele a adquiriu, mas dado que ela continuou a salvar sua vida em várias ocasiões, ele nunca teve motivo para reclamar.

Voldemort levou mais tempo para perceber a conexão, mas ele ficou certo de que, juntamente com o sacrifício de Lílian, era o por que ele não conseguia matar Harry. A varinha de Voldemort falhou várias vezes: não matou Harry quando bebê, não matou Harry quando adolescente, não protegeu Voldemort dos feitiços que o derrubaram quando Harry lutou contra ele no cemitério no Torneio Tribruxo. Então, Voldemort tentou outras varinhas, nunca percebendo que o dano já estava feito. Sua varinha não apenas falhou, o traiu ativamente, como Dumbledore explicou a Harry:

Acredito que a sua varinha tenha absorvido parte do poder e das qualidades da varinha de Voldemort naquela noite, ou seja, o objeto captou um pouco do próprio Voldemort. Então, a sua varinha o reconheceu enquanto ele o perseguia, reconheceu um homem que era, ao mesmo tempo, parente e inimigo mortal, e regurgitou contra Voldemort um pouco de sua própria magia, magia muito mais poderosa do que qualquer coisa que a varinha de Lúcio pudesse realizar. Sua varinha passou a conter simultaneamente o poder de sua enorme coragem e da perícia letal de Voldemort: que chance teria aquela mísera varinha de Lúcio Malfoy? - Harry Potter e as Relíquias da Morte.

E quando você ajusta isso ao lado das observações de Olivaras sobre varinhas conquistadas, Voldemort realmente parece ter latido para a árvore errada com sua obsessão da Varinha de Sabugueiro.

[+] Traduzido do site Pottermore.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.