Header Ads

Revista Mundo Estranho te ajuda a entender os Animais Fantásticos do primeiro longa.

A Revista Mundo Estranho, juntamente com os ilustradores Cássio Yishiyaki e Patrícia Kelen fizeram uma pesquisa com outros dois grandes portais sobre Harry Potter na internet, o Potterish e o Wickred e realizaram um pequeno infográfico online, para você que ainda não conhece muito bem os animais que o Newt trazia em sua maleta quando chegou em Nova Iorque.

Claro que se você já é fã da série, conhece um pouco desses animais, e com toda certeza possui o seu exemplar de Animais Fantásticos e Onde Habitam, publicado pela editora Rocco aqui no Brasil.  Todavia, se você caiu das costas de um Hipógrifo dentro da nova saga, esse pequeno almanaque vai ser de grande utilidade para você.

Como é o Pelúcio?


NOME ORIGINAL: Niffler.
PERICULOSIDADE: Bruxo competente pode enfrentar.
APARECE NOS LIVROS: O Cálice de Fogo, A Ordem da Fênix e Animais Fantásticos e Onde Habitam.

1) COMPORTAMENTO: O pelúcio é um animalzinho pequeno, porém com um apetite voraz por tesouros! Tudo que é brilhante o atrai. Por isso, muitos duendes o utilizam para enriquecer. Ele é até capaz de se afeiçoar aos humanos, mas quando está caçando joias, torna-se muito destrutivo. Por essa razão, jamais deve ser mantido dentro de casa.

2) PATAS: Ele é conhecido por ser majoritariamente subterrâneo, o que explica suas grandes garras. Ele as utiliza para construir seu ninho a cerca de 6 m embaixo do nível do solo, para cavar a terra em busca de preciosidades, ou em busca de insetos e minhocas – os principais itens em sua alimentação, abundantes em seu habitat.

3) FOCINHO: Natural das ilhas britânicas, o pelúcio tem um olfato apuradíssimo – tal qual as toupeiras, com quem ele se parece. Além de servir para localizar qualquer coisa brilhante escondida, esse sentido permite que ele se oriente nos labirintos subterrâneos que constrói. Essa espécie de GPS natural é chamada de “olfato estéreo”.

4) BARRIGA: A parte mais incrível de sua anatomia é uma pequena bolsa no ventre, parecida com a de um canguru. Com a diferença de que ela é encantada com o Feitiço Indetectável de Extensão, o que lhe permite guardar uma quantidade quase infinita dos itens que “rouba” por aí. Mais ou menos como aquela sacola da Hermione!

Como é o Tronquilho?


NOME ORIGINAL: Browtruckle.
PERICULOSIDADE: Bruxo competente pode enfrentar.
APARECE NOS LIVROS: A Ordem da Fênix e Animais Fantásticos e Onde Habitam.

1) CORPO: Eis outro animal difícil de ser encontrado. Mas porque sua camuflagem é quase perfeita: seu corpo é igual a um graveto com folhas. A altura também é adequada ao disfarce: tronquilhos chegam, no máximo, a 20 cm. Assim, ele se esconde com facilidade entre as árvores.

2) ESTÔMAGO: Ocupa boa parte de seu interior. A dieta do tronquilho é composta por microinsetos. Eles também costumam ser alimentados com ovos de fada e bicho-de-conta – quem os oferece são bruxos e feiticeiros, interessados em acalmá-los, já que o tronco da árvore onde moram pode ser utilizado para fazer varinhas.

3) DEDOS: Eles têm dois dedos afiados em cada braço e os utilizam principalmente para escavar árvores em busca de piolhos e outros insetos. Em casos extremos, quando se sentem ameaçados, podem usá-los para furar os olhos do inimigo.

4) PERNAS: Em forma de raízes, são flexíveis a ponto de permitir que eles pulem em bruxos e “trouxas”. Também são uma maneira simples de se agarrar nas plantações, ajudando na camuflagem. (Há ainda suspeitas de que tronquilhos sejam como camaleões, capazes de mimetizar a mesma cor do ambiente onde estão).

Como é o Seminviso?



NOME ORIGINAL: Demiguise.
PERICULOSIDADE: Perigoso; exige conhecimento especializado; bruxo perito pode enfrentar.
APARECE NO LIVRO: Animais Fantásticos e Onde Habitam.

1) OLHOS: Mesmo que o bicho esteja visível, é muito difícil capturá-lo: sua visão é excelente e seus olhos ainda contam com uma capacidade premonitória. Mas nem sempre suas “previsões do futuro” são precisas, então uma maneira eficaz de enganá-lo é tentar fazer algo completamente imprevisível.

2) FRANJA: Muitas vezes, sua franja cobre os olhos completamente (ele nem sempre precisa deles, porque tem a capacidade premonitória!). O que poderia ser um problema, na verdade, é uma vantagem: assim, ele não vira um par de olhos flutuantes toda vez que os seus pelos ficam invisíveis.

3) PATAS: O seminviso é muito forte: ele pode até carregar um humano adulto, se necessário. Seus dedos são mais longos do que o normal. Quando o animal se sente ameaçado, parte para a briga dando beliscões violentos. Além disso, o formato das patas também o ajuda a correr e escalar árvore.

4) PELAGEM: Sua capacidade de desaparecer está nos pelos (que, por acaso, são a matéria-prima da famosa capa de invisibilidade de Harry Potter). Na maioria das vezes, esse trunfo é usado para a defesa, não para o ataque, porque o seminviso não precisa caçar: ele é herbívoro. 

Como é o Pássaro-Trovão?


NOME ORIGINAL: Thunderbird.
PERICULOSIDADE: Indefinida.
APARECE NO LIVRO: Animal inédito 

1) CÉREBRO: Consegue pressentir qualquer perigo e antecipar suas ações. Por isso mesmo, tem um comportamento puro e aventureiro. Nas mitologias indígenas dos EUA, acredita-se que quem sonhar com a criatura se tornará um grande guerreiro. Não por acaso, ela é símbolo de uma das casas de Ilvermorny, a “Hogwarts” norte-americana.

2) ESQUELETO: O bicho não tem um tamanho definido – apenas é classificado como uma ave grande e régia. Mas não é pesada: assim como outros pássaros, possui ossos pneumáticos, com cavidades ocas, para facilitar o voo. A anatomia da cabeça é similar a de um hipogrifo, com um bico cruel, sem dentes e grandes olhos.

3) ASAS: No universo mágico, o pássaro-trovão é parente da fênix e do hipogrifo, dois velhos conhecidos dos fãs de Harry Potter. Mas, diferentemente deles, possui múltiplas asas, não apenas duas. Elas são capazes de provocar tempestades durante o voo do animal, além de brilharem com padrões de nuvens e raios de sol.

4) CAUDA: Newt Scamandar resgatou um exemplar que havia sido preso por traficantes no Egito. Eles estavam interessados nas penas de sua cauda: elas são brilhantes em tons de prateado e, segundo a “varinhologia”, muito boas para criar varinhas especializadas em Transfiguração – o poder de alterar a forma ou aparência de um objeto.

Como é o Gira-Gira?


NOME ORIGINAL: Billywig.
PERICULOSIDADE: Bruxo competente pode enfrentar.
APARECE NO LIVRO: Animais Fantásticos e Onde Habitam.

1) ASAS: Saem da cabeça e giram em grande velocidade quando ele voa, como um helicóptero. Essa técnica o torna um dos poucos animais fantásticos que conseguem ficar parados no ar. Segundo Xenofílio Lovegood, o editor da revista O Pasquim, o formato das asas induz à “elevação da mente”.

2) EXOESQUELETO: Ele não possui ossos. Ao invés disso, seu corpo é revestido com uma substância dura que forma um resistente esqueleto externo. A medida que vai crescendo, o gira-gira deixa o antigo exoesqueleto para trás, e cria um novo no seu lugar. Sua coloração azul-safira berrante o ajuda a camuflar-se no céu aberto da Austrália, seu país nativo.

3) BOLSA DE VENENO: Uma vez que o veneno entra na corrente sanguínea de um humano (bruxo ou trouxa), provoca tonteira seguida de… levitação! Por conta disso, a criatura é frequentemente perturbada por jovens que querem ser picados e curtir essa sensação. Em caso de forte reação alérgica, a flutuação pode durar para sempre!

4) FERRÃO: Os olhos, patas e asas do gira-gira são muito semelhantes aos da abelha. E eles também apresentam um ferrão, longo e fino. Quando triturado, esse apêndice usado em diversas poções, como a do amor. Talvez também seja um dos ingredientes do doce Delícias Gasosas, mas a empresa responsável prefere não comentar o caso.


Demais né? Resta saber se eles vão fazer a versão impressa com os demais animais apresentados no filme, ou trazer uma super matéria na próxima revista impressa.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.