Header Ads

Guia Potter para Bruxos Iniciantes | Quadribol


Provavelmente serei um pouco repetitivo nesse artigo, afinal de contas eu suponho que qualquer um lendo isso (pelo menos a grande maioria) saiba do que se trata o Quadribol e conheça suas regras básicas. Na verdade, bruxo que é bruxo tem quase a obrigação de gostar e entender de Quadribol. Será que em sete livros e oito filmes (desconsiderando o mais recente) ainda há gente que não compreende suas regras? Se esse é o seu caso, então não se preocupe, começarei do começo:

Quadribol é o nome do esporte mais popular na comunidade bruxa. Cada time contém sete jogadores, divididos da seguinte maneira: um goleiro, três artilheiros, dois batedores e um apanhador. Cada um deles deve voar em sua vassoura e perseguir as bolas coloridas, de acordo com as regras, em um campo especial formado por seis hastes (três de cada lado) com aros nas pontas.


O artilheiro precisa jogar as goles (uma bola vermelha do tamanho de uma de futebol de salão) entre as três hastes do time adversário. Cada gol vale dez pontos. Assim como no futebol, o goleiro tenta impedir os gols. Já os batedores tem uma função mais complicada: proteger seus jogadores dos tiros de balaço (duas bolas pretas que se movem rapidamente pelo campo, tentando atingir todo mundo, a esmo), munidos de tacos especiais.

A função do apanhador é a mais importante, precisando ficar atento o tempo todo para a aparição da última bola: o pomo de ouro. O pomo é um pouco maior que uma bola de gude e tem asas. Ele aparece em determinados momentos do jogo e quem conseguir agarrá-lo ganha 150 pontos e encerra a partida - que pode demorar vários dias. Somente pegar o pomo não garante a vitória, pois se o time adversário tiver mais pontos no final do jogo, vencerão mesmo sem ter a posse do pomo. Na minha opinião essa posição parece ter sido criada especialmente pro Harry pela titia Rowling, afinal o apanhador não interfere  praticamente em nada no andamento da partida, responsável somente pelo desfecho, assim como não interage com qualquer outro jogador, exceto o apanhador adversário, e ainda assim é basicamente o membro mais importante do time.


Temos uma amostra da popularidade desse esporte em "O Cálice de Fogo" com a Copa Mundial de Quadribol, com pessoas de diversos lugares do mundo reunidas para o grande evento. Como sabemos, a final da copa ficou entre a Bulgária, de Vitor Krum, e a Irlanda, sendo esta última a campeão dessa edição da copa. Infelizmente as notícias para o Brasil são ruins. Para chegar à final, a Irlanda deu uma lavada no Peru e, segundo o livro Quadribol Através dos Séculos, os peruanos são os melhores jogadores da América do Sul. Se eles perderam feio para o time europeu, dá pra imaginar o que aconteceu com os bruxos daqui. Segundo relatos, o Brasil chegou às quartas de final na Copa Mundial do século passado. O Peru ganhou notoriedade graças aos bruxos europeus enviados para a o país para monitorar os dragões nativos, dando origem aos times locais. Isso, pelo jeito, indica que, apesar de termos uma escola de magia, o Castelobruxo, provavelmente não temos dragões na vizinhança.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.