Header Ads

Todas as vezes que Harry Potter deveria ter sido expulso de Hogwarts.

Sério, ele quase assassinou alguém uma vez.


Harry Potter era conhecido, é claro, por quebrar as regras, mas geralmente obteve o benefício da dúvida porque ele estava tentando fazer o que era certo. Mas estamos aqui para dizer que isso é errado - que Harry Potter era, de fato, uma ameaça pública, e deveria ter sido expulso muitas vezes durante seu tempo em Hogwarts. Mas, é claro, você não vai ler sobre isso na mídia tendenciosa de Alvo Dumbledore.

Então, aqui, abaixo, estão apenas algumas das ocasiões em que "O Menimo que Sobreviveu" deveria ter se tornado "O Menino que foi expulso" devido as brutas violações do Código de Conduta de Hogwarts. Embora notemos que não incluiremos o seu tempo na Ordem da Fênix, onde Harry realmente foi expulso, porque era ironicamente um momento em que ele não deveria ter sido. Viu? Nós somos firmes, mas legais aqui, no Pottermore. As outras vezes, no entanto...

Quando ele ajudou no encobrimento ilegal de um dragão. 


Se houvesse alguma justiça no Mundo Mágico, Harry Potter teria sido expulso em seu primeiro ano - quando ele e Hermione tentaram contrabandear o dragão Norberto, ilegalmente mantido por Hagrid. Claro, era Hagrid quem deveria ter levado a culpa e com certeza, eles foram punidos; a professora McGonagall retirou bruscamente 150 pontos da Grifinória, o que tornou a dupla muito impopular. Mas veja: o que eles fizeram foi provavelmente, definitivamente, ILEGAL. Que tipo de escola é essa mesmo?

Quando Rony bateu o Ford Anglia.


Nesta ocasião, essa ofensa foi tecnicamente feita por Rony - mas você não viu Harry correndo para detê-lo, não é? Depois que Dobby, o elfo-doméstico impediu Harry e Rony de cruzar para a plataforma nove e três quartos, os meninos não tiveram escolha senão... roubar o carro voador do Sr. Weasley e usar ilegalmente um objeto mágico à vista dos trouxas? Espere... este foi o plano A? Porque não esperar por ajuda, talvez? Ou mandar uma coruja? Não, roube ilegalmente um carro voador e depois coloque-o em uma árvore gigante - esse foi o plano. E você está dizendo que devemos apoiar esse cara?

Quando ele atacou um professor.


É certo que, com bom motivo. Mas isso não altera o fato de Harry, ao lado de Rony e Hermione, terem atacado o Professor Snape no Prisioneiro de Azkaban, durante a briga na Casa dos Gritos. Está condenado, certo? Ninguém poderia fugir disso - nem mesmo o grande Harry Potter! Mas o que você está esquecendo é que este é o mundo de Harry Potter, e estamos apenas vivendo nisso. Então, sim, é claro que Snape acabou afirmando que os três devem ter estado sob o feitiço Confundus no momento; é claro que Harry acabou viajando de volta no tempo, libertando ilegalmente um prisioneiro a ser executado no processo e tornou-se um herói. Oh bem. Vamos deixar isso passar. Não é como se ele tivesse matado um colega ou qualquer coisa.

Quando ele literalmente quase matou um colega.


Sim, sim, sabemos que Harry não quis fazer isso, sabemos que ele ficou horrorizado com o ocorrido mas azarar alguém com um rabisco aleatório em um livro de texto antigo não é apenas estúpido - isso mostra uma perigosa falta de julgamento. O incidente com o qual nos referimos, é claro, foi o entre Harry e Draco Malfoy no Enigma do Príncipe, onde Harry inconscientemente (mas também meio que sabiamente) lançou um Sectumsempra em seu inimigo de Hogwarts - um feitiço que ele viu no livro de texto de um ex-aluno, o Príncipe Mestiço, sob o rótulo, 'Para inimigos'. A maldição acabou ferindo Malfoy, deixando-o sangrando fortemente no chão. Felizmente, o professor Snape estava perto e curou Draco. Então ele acompanhou Harry para o escritório de Dumbledore, e Harry foi expulso e - oh não, espere, Snape realmente não fez nada; ele deixou Harry ir livremente depois que ele quase matou alguém. Hã?

Para não mencionar passar por um ano inteiro de aula de Poções através de trapaça.


Falando sobre o Enigma do Príncipe, talvez não seja tão grave quanto quase matar alguém, mas todos nós vamos superar o fato de que, durante a maior parte do seu sexto ano, Harry estava basicamente enganando o caminho das Poções? Ao copiar suas respostas do livro de texto de outro aluno, ele deveria ser expulso da sociedade mágica para sempre, condenado a passar o resto de sua vida fazendo truques mágicos nas festas infantis? Claro que estamos. Porque ele é Harry, maldito, Potter.

[+] Traduzido do site Pottermore.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.