Header Ads

Divulgada a sentença do ladrão de um livro autografado de Harry Potter.


Rudolf Schonegger, o vendedor de livros acusado de roubar uma cópia assinada de "Harry Potter e o Cálice de Fogo" da maneira mais fantasiosa possível, foi considerado culpado por essa e outras acusações. Schonegger que não foi para a prisão, mas também não ficou sem ser punido. O vendedor de livros foi filmado por uma câmera roubando um livro assinado por J.K. Rowling no valor de 1.675 libras esterlinas em 31 de dezembro em uma livraria no centro de Londres, no Reino Unido.


O livro foi tirado de seu lugar de destaque na livraria, e foi substituído por outro de menor valor, no momento em que os funcionários estavam ocupados atendendo aos clientes. De acordo com o jornal The Mirror, o Tribunal Magistral de Westminister impôs a Schonegger uma sentença de 26 semanas de prisão e uma suspensão de 24 meses pelo roubo do livro, mais quatro semanas adicionais de custódia e outros 24 meses de suspensão para as outras duas acusações de roubo de livros raros: uma cópia de El Viejo e o Mar por Ernest Hemingway, avaliado em 700 libras, e uma primeira edição de Pincher Martin por William Golding, avaliado em 150 libras.

O condenado também deve executar 150 horas de trabalho não pagas, além de pagar os mil libras do livro de Harry Potter aos donos do livro roubado. O livro roubado foi revendido a duas pessoas, para quem o ladrão também deve pagar 410 libras, que foi o dinheiro gasto da transação ilegal. Schonegger também deve pagar os custos do processo.

Após o julgamento, o réu será proibido de visitar a livraria que possui o livro pelos próximos 24 meses, e também não poderá entrar em contato com os compradores do livro roubado.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.