Header Ads

Os destinos de férias de Harry Potter que mais gostaríamos de visitar

Para onde os bruxos vão nas férias, mesmo? Nós listamos os destinos mais desejados que conhecemos dos livros. 


A Copa Mundial de Quadribol com os Weasleys 

Nota 5/5: Ótimo entretenimento, excelente para entusiastas de camping 

De longe, um dos melhores destinos que nós já vimos nos livros foi...Não. Não foi ficar procurando por fadas mordentes no Largo Grimmauld, mas sim quando Harry teve a chance de deixar os Dursleys e desfrutar dos deleites da Copa Mundial de Quadribol. Essa viagem é ideal para qualquer fã de esporte e camping, sem falar na chance que você tem de mergulhar em tantas culturas diferentes e conhecer pessoas novas. Mesmo que "conhecer pessoas novas" signifique conhecer um sujeito chamado Arquibaldo que não gosta de usar calças... 

-Vista as calças, Arquibaldo, seja bonzinho, você não pode andar por aí vestido assim, o trouxa no portão já está ficando desconfiado... -Eu comprei isso em uma loja de trouxas- defendeu-se o velho bruxo, teimando. -Os trouxas usam isso. -Mulheres trouxas usam isso, Arqui, não os homens, eles usam isto aqui - disse o bruxo do Ministério mostrando as calças listradas. -Não vou vestir isso- retrucou o velho bruxo indignado. -Gosto de sentir uma brisa saudável nas minhas partes, obrigado. -Harry Potter e o Cálice de Fogo

Você vai precisar de: uma barraca espaçosa e ter cuidado. 

A Cabana de Conchas de Fleur e Gui 

Nota 4/5: Um pouco mórbido, mas com lindas decorações 

Se você estiver procurando por tranquilidade, uma linda paisagem e uma maneira de esquecer o que está se passando no mundo bruxo, a Cabana de Conchas, localizada no litoral de Tinworth, é perfeita para você. O clima pode ser meio temperamental, mas o vento é estimulante e há muitas caminhadas para se fazer no penhasco, para os bruxos que gostam de esticar as pernas (é claro que, para os tipos como Slughorn, você pode simplesmente aparatar nos pontos turísticos). E a própria cabana, pequena e lindamente decorada com conchas por todas as paredes, é o lugar perfeito para tirar longas sonecas e refletir sobre o colapso da sociedade. 

Não é um nenhum resort self-service na Espanha, mas a Cabana proporciona ao visitante um dos aspectos mais importantes das férias: o isolamento. O local também possui um valor histórico. Depois da Segunda Guerra Bruxa, você não pode ir a Cabana de Conchas sem prestar uma homenagem no túmulo de Dobby, o elfo doméstico. 


Você vai precisar de: trajes de banho, bons tênis para caminhadas e lenços. 

A casa de Gui e Fleur se situava, solitária, no topo de um penhasco de frente para o mar, suas paredes caiadas encrustadas de conchas. Era um lugar solitário e bonito. Em qualquer lugar onde Harry estivesse, na minúscula casa ou em seu jardim, ele podia ouvir o constante barulho, como a respiração de alguma criatura grande e sonolenta. Ele passou uma boa parte dos dias que se seguiram inventando desculpas para fugir da casa lotada, desejando ter a vista do topo do penhasco, o céu aberto e vasto, o mar vazio, e a sensação do vento frio e salgado em seu rosto. -Harry Potter e as Relíquias da Morte

O Beco Diagonal com Harry Potter 

Nota 5/5: Excelente companhia, ótimo para fazer compras 

Mais tipicamente um local para fazer compras e socializar, no terceiro livro da série nós vimos Harry gastar uma boa parte de suas férias passeando pelas ruas do Beco Diagonal, e nós não pudemos evitar fazer uma réplica de sua estadia. Tardes ensolaradas tomando sorvetes e olhando vassouras, com uma cama quentinha te esperando ao final do longo dia? Nada mal. 

Pense nisso como o descanso mais mágico de todos - em uma única rua, você pode encontrar alguns dos locais mais cativantes do Mundo Bruxo: Olivaras, Gringotts e mais. Venha e faça sua reserva! 


Você vai precisar de: um bolso cheio de Galeões. 

Harry passou os dias longos e ensolarados explorando as lojas e comendo à sombra de guarda-sóis de cores vivas à porta dos cafés, em que seus companheiros de refeição mostravam uns aos outros as compras que tinham feito ("é um lunascópio, meu amigo- é o fim dessa história de mexer com tabelas lunares, me entende?") ou então discutiam o caso de Sirius Black ("pessoalmente, não vou deixar nenhum dos meus filhos sair sozinho até que ele esteja outra vez em Azkaban"). Harry não precisava mais fazer os deveres de casa debaixo das cobertas, à luz de uma lanterna; agora podia se sentar à luz do sol, na calçada da Sorveteria Florean Fortescue, terminar suas redações e até contar com a ajuda ocasional do próprio Florean, que além de conhecer a fundo as queimas de bruxas em fogueiras, ainda oferecia a Harry, a cada meia hora, sundaes de graça. -Harry Potter e O Prisioneiro de Azkaban

Explorar uma caverna com Tom Riddle 

Nota 1/5: Danos psicológicos permanentes, boas histórias para contar se você sobreviver 

Isso pode parecer um pouco difícil, e realmente é. Então, é assim que terminamos: explorar uma caverna deserta com o Lorde Voldemort. 

Bom, se você for amante do ar livre, então talvez seria interessante...? 

Está certo, talvez não. 


Você vai precisar de: um bom conhecimento em Artes das trevas e uma lanterna 

-E então, a sra. Cole tomou mais um gole de gim, que desta vez escorreu um pouco pelo seu queixo. - No passeio do verão...nós saímos com eles, sabe, uma vez por ano, vamos ao campo ou à praia...bem, Amada Benson e Dênis Bishop nunca tiveram muita certeza, e só o que conseguimos extrair deles foi que tinham ido a uma caverna com Tom Riddle. Ele jurou que só foram explorar o lugar, mas alguma coisa aconteceu lá dentro, tenho certeza.-Harry Potter e o Enigma do Príncipe

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.