Header Ads

Johnny Depp processa Amber Heard em US$ 50 milhões


A polêmica judicial que mais teve foco entre os Potterheads no ano passado, entra em uma nova fase, e parece que a novela está longe de acabar. A briga entre os atores Johnny Depp e a ex-esposa Amber Heard ganhou mais um novo capítulo: segundo o site The Blast, o ator resolveu processar a ex por difamação e pede um valor de US$ 50 milhões, cotabilizando aproximadamente R$ 188 milhões de reais. Neste processo, o ator de Animais Fantásticos alega que as acusações de abusos feitas pela atriz são falsas.

Heard não é uma vítima de violência doméstica, declara Johnny Depp, como resposta, neste processo.

Ainda segundo o documento judicial obtido pelo The Blast, o processo do ator tem como origem um artigo publicado por Heard em dezembro de 2018 no jornal "The Washington Post". No texto mencionado, Amber Heard disse ter sido vítima de abusos em diferentes ocasiões ao longo da vida. Embora tenha não mencionado explicitamente o ex-marido no artigo, Heard parecia se referir às acusações de violência doméstica que revelou contra ele em 2016.

O advogado do ator diz que "Depp nunca abusou a ex-esposa Heard. As acusações de 2016 são falsas e fizeram parte de uma elaborada campanha para gerar publicidade positiva para Heard e fomentar a sua carreira", acrescenta a denúncia. Amber reagiu ao processo por meio do advogado Eric M. George: "Esta ação é o último dos repetidos esforços de Johnny Depp para silenciar Amber Heard", afirmou a defesa da atriz. "Não será silenciada. As ações de Depp provam que ele é incapaz de aceitar a verdade do seu comportamento abusivo contínuo", acrescentou o advogado Eric M. George.

Johnny Depp também acusou Amber Heard de socá-lo duas vezes no rosto em 2016. O ator disse que um funcionário dele tirou uma foto - onde mostra Depp com um olho roxo sob o olho esquerdo - no dia seguinte. Durante a batalha legal do casal, o segurança de Depp, Starling Jenkins, testemunhou sobre a noite em questão, apesar de não ter testemunhado o suposto ataque. Ele disse que Heard estava comemorando seu aniversário no apartamento do casal com alguns amigos. O segurança ainda falou que seu turno terminava às 11:00 da noite, quando os convidados de Heard estavam saindo, e Depp ainda não havia voltado para casa e alegou que voltou no dia seguinte para levar Heard e seus amigos para o Coachella.

Quando entrei na residência, Jenkins testemunhou, Amber explicou-me que ela tinha jogado o celular de Johnny - e a carteira contendo-o - da sacada na noite anterior.

Jenkins disse que ele foi capaz de usar "Find My Phone" para ajudá-lo a descobrir onde os pertences de Depp acabaram, mas quando ele não conseguiu encontrá-los, ele pediu a vários moradores de rua que ele encontrou na área para pedir ajuda. Quando Johnny Depp fez as alegações contra Heard no ano passado, um de seus advogados disse à revista People que “as alegações são totalmente falsas”. Amber acusou Johnny em uma ordem de restrição durante o divórcio do casal de agredi-la, inclusive jogando um telefone que atingiu a atriz no rosto.

Hoje, Amber Heard disse que ela está "brigando uma boa batalha" contra Johnny Depp, sobre o processo de US$ 50 milhões movido contra ela pelo ex-marido Johnny Depp, mas deixou bem claro que planeja fazer uma briga dentro da legalidade. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.