Header Ads

VARINHAS: um guia definitivo - parte 1.


A seguinte descrição dos poderes e propriedades mágicas de vários tipos de madeiras e núcleos  para varinhas foi retirada das anotações feitas, ao longo da extensa carreira do Sr. Garrick Olivaras, considerado o melhor fabricante de varinhas do mundo.

Como veremos, o Sr. Olivaras acredita que a madeira da varinha tem poderes quase humanos de percepção e preferência. O Sr. Olivaras inicia suas anotações sobre madeiras para varinhas da seguinte forma:

Cada varinha é única, e para isso, ela depende das características particulares da árvore e da criatura da qual seu material é derivado. Mais ainda, cada varinha, a partir do momento em que encontra seu dono ideal, começará a ensinar e a aprender com seu parceiro humano. Para isso, as anotações a seguir dever ser vistas como informações gerais sobre cada tipo de madeira com os quais eu prefiro trabalhar, e não como uma descrição de uma varinha individualmente. Apenas uma minoria de árvores produz madeira de qualidade para a confecção de varinhas (assim como apenas uma minoria de humanos podem fazer mágica). Foram necessários anos de experiência para poder saber quais tem essa capacidade, embora o trabalho seja melhor feito quando se encontra um ninho de tronquilho nos galhos, pois estes nunca habitariam em árvores mundanas. As seguintes informações sobre os vários tipos de madeiras para varinhas deve ser visto como uma introdução a esse estudo que dura uma vida toda, e eu inclusive continuo a aprender com cada varinha que faço.

Abaixo, estão listadas a primeira parte das madeiras mágicas utilizadas pelo Senhor Olivaras, organizadas pelo nome traduzido, e o nome em inglês entre parênteses:

✦ Abeto (Fir)
▸ Meu avô Gerbold Octavios Olivaras sempre chamou as varinhas dessa madeira de “sobreviventes”, pois ele vendeu varinhas de abeto para três bruxos que logo depois passaram por um perigo mortal. Não há dúvidas de que essa madeira, que vem de uma das árvores mais flexíveis que existem, produz varinhas com um poder muito estável e forte para seus verdadeiros donos, e não funciona bem com os que não tem muitas habilidades ou que sejam indecisos. Varinhas de abeto são particularmente adequadas à transfiguração, e escolhem donos que sejam focados, tenham força mental e ocasionalmente pessoas intimidadoras.

✦ Acácia (Acacia)
▸ Uma madeira muito incomum que descobri produzir varinhas muito manhosas que se recusavam a fazer magia para qualquer um além de seu possuidor, e também privavam seus melhores efeitos daqueles que não eram muito talentosos. Essa sensibilidade fez com que fosse muito difícil de se vender, mas eu ainda mantenho um pequeno estoque de varinhas de acácia para bruxos mais sutis, mas elas não são recomendadas para fazer magia comumente conhecida como magia “nem-fede-nem-cheira”. Quando bem empunhada, uma varinha de acácia demonstra muito poder, embora por vezes subestimado devido a peculiaridade de seu temperamento.

✦ Álamo (Aspen)
▸ A madeira de qualidade para se fazer varinhas de álamo é branca e fina, e é muito valorizada por todos os fabricantes de varinha por ter muita semelhança com o marfim e pela sua maravilhosa aparência. O dono dessa varinha geralmente é um ótimo duelista, ou é destinado a ser um, já que a varinha de álamo é uma das poucas que são particularmente adequadas a mágicas marciais. Um clube de duelos infame do século XVIII chamado A Lança Prateada, tinha reputação por somente admitir aqueles que possuíam varinhas de Álamo. Na minha experiência, os donos de varinhas de álamo tem opiniões fortes e são determinados. São mais atraídos por desafios e novidades. Essa é uma varinha para revolucionários.

✦ Amieiro (Alder)
▸ O Amieiro tem uma madeira muito rígida, mas eu descobri que seu possuidor não é uma pessoa obstinada ou teimosa, mas sim uma pessoa generosa e geralmente amável. Enquanto a maioria das madeiras procuram características similares naqueles a quem elas escolhem, o amieiro é incomum nesse aspecto e parece que procura uma natureza que não seja precisamente oposta a sua, mas certamente uma que tenha diferenças marcantes. Quando um amieiro é bem alocado, se torna um ajudante magnífico e prestativo. De todos os tipos de varinha, o amieiro é a mais adequada para feitiços não-verbais, de onde vem sua fama de ser apropriado apenas para os bruxos e bruxas mais avançados.

✦ Aveleira (Hazel)
▸ Uma varinha sensível, a de aveleira costuma refletir o estado emocional de seu possuidor, e funciona melhor com um dono que entenda e possa controlar seus próprios sentimentos. Outros devem ser muito cuidadosos ao portar uma varinha de aveleira, ainda mais se seu dono se descontrolou recentemente, ou sofreu uma séria decepção, pois a varinha absorverá muita energia negativa. O ponto positivo da varinha de aveleira, além de não causar grandes desconfortos, é sua capacidade de realizar uma mágica incrível nas mãos de pessoas habilidosas, e ela é tão devotada ao seu dono que às vezes “falha”  no fim da vida de seu dono (quero dizer, regurgita toda sua magia e se recusa a funcionar, muitas vezes causando a necessidade de se extrair o núcleo e inseri-lo em outra varinha, se ela não voltar a funcionar. Mas se o núcleo for de pelo de unicórnio, não há esperanças; a varinha geralmente vai “morrer”). Varinhas de aveleira também tem a capacidade única de detectar água subterrânea, e emitirá uma fumaça prateada quando passar perto de gêiseres e lençóis freáticos.

✦ Azevinho (Holly)
▸ Azevinho é um dos mais raros tipos de madeira de varinha; tradicionalmente considerada protetora, funciona melhor com aqueles que, talvez, precisem de ajuda para superar uma tendência à raiva e impetuosidade. Ao mesmo tempo, varinhas de azevinho escolhem donos que estão envolvidos em alguma busca perigosa e muitas vezes espiritual. Azevinho é uma dessas madeiras que variam radicalmente sua performance dependendo do núcleo da varinha, e é notoriamente difícil unir essa madeira com a pena de fênix, uma vez que a madeira volátil conflita, curiosamente, com a indiferença da fênix; no raro caso de tal combinação encontrar seu par ideal, porém, ninguém deverá ficar em seu caminho.

✦ Bordo (Maple)
▸ Eu geralmente percebo que aqueles que são escolhidos por varinhas de bordo são viajantes e exploradores por natureza; elas não são varinhas de tarefas de casa, e preferem ambição em seus donos, caso contrário sua magia se desenvolve carregada e imprecisa. Novos desafios e mudanças regulares fazem essa varinha literalmente brilhar, desenvolvendo-se à medida que cresce com seu parceiro em habilidade e status. Essa é uma madeira muito bonita e desejável, e a qualidade da varinha de bordo foi a mais desejada e cara durante séculos. Possuir uma varinha de bordo sempre foi um sinal de status, por causa da reputação e alto valor de sua varinha.

✦ Carvalho Vermelho (Red Oak)
▸ Você já deve ter ouvido o ditado ignorante de que varinha de carvalho vermelho é uma prova infalível do pavio curto de seu dono. De fato, o par perfeito para a varinha de carvalho vermelho é aquele bruxo ou bruxa que possui reflexos anormalmente rápidos, fazendo desta um varinha perfeita para duelos. É menos comum que as de carvalho inglês. Eu notei também que os donos de uma varinha de carvalho vermelho têm raciocínio rápido e adaptável, e geralmente criam feitiços distintos e famosos, e são ótimos parceiros de luta. Varinhas de carvalho vermelho são, na minha opinião, as mais bonitas.

✦ Carvalho Inglês (English Oak)
▸ Uma varinha para os bons e maus tempos, é uma amiga leal ao bruxo que a merece. Varinhas de carvalho inglês exigem parceiros fortes, corajosos e fieis. O que pouco se conhece é a tendência dos donos de varinhas de carvalho inglês a terem uma forte intuição, e, geralmente, uma afinidade com a magia do mundo natural, com criaturas e plantas, necessárias para a magia e alegria dos bruxos e bruxas. O carvalho é chamado de Rei da Floresta do solstício de inverno até o de verão e a madeira só deve ser recolhida nesse período (o azevinho começa a se tornar rei no dia em que o carvalho começa a diminuir, então o azevinho deve ser retirado nessa parte do ano). Acredito que essa divisão tenha originado o velho ditado “Quando a varinha dele é de carvalho e a dela de azevinho, ao se casarem ela o deixará louquinho”, porém acho esse ditado sem fundamentos. Diz-se que a varinha de Merlim era de carvalho inglês (embora o seu túmulo nunca tenha sido encontrado, então não há provas).

✦ Castanheira (Chestnut)
▸ Essa é a madeira mais curiosa e multifacetada de todas, pois varia largamente suas características dependendo do núcleo e absorve muito da personalidade de quem a possui. A varinha de castanheira é atraída a bruxos e bruxas que são hábeis domadores de criaturas mágicas, aqueles que possuem habilidade em Herbologia, e aqueles que são voadores naturais. Contudo, quando combinada com núcleo de fibra de coração de dragão, um dono melhor talvez seja aquele que é apegados ao luxo e coisas materiais, e menos escrupulosos do que deveriam ser no que se refere ao modo de obtê-las. Convencionalmente, três diretores da Suprema Corte dos Bruxos possuíram varinhas e castanheira com núcleo de unicórnio, e essa combinação escolhe aqueles que são condizentes com todo tipo de justiça.

✦ Cedro (Cedar)
▸ Sempre que encontro alguém portando uma varinha de cedro, eu encontro alguém com força de caráter e uma lealdade incomum. Meu pai, Gervais Olivaras, costumava dizer “você nunca conseguirá enganar quem carrega uma varinha de cedro” e eu concordo: a varinha de cedro se sente em casa onde há perspicácia e percepção. Eu iria além de meu pai e diria que nunca encontrei um dono de varinha de cedro a quem eu me importaria em transpor, especialmente ao magoar aqueles a quem eles amam. O bruxo ou bruxa que é escolhido por uma varinha de cedro carrega o potencial de ser um adversário assustador, que geralmente choca àqueles que o desafiam impensadamente.

✦ Cerejeira (Cherry)
▸ Essa madeira muito rara em varinhas possui um estranho poder, muito prezado entre os bruxos que estudam na escola Mahoutokoro no Japão, onde os que possuem varinhas de cerejeira tem prestígios especiais. Os compradores de varinhas do Ocidente devem esquecer o boato de que a flor rosa das árvores quando vivas fazem apenas varinhas frívolas ou meramente ornamentais, pois a cerejeira geralmente produz uma varinha que possui um poder realmente letal, independente do núcleo, mas se unida principalmente com fibra de coração de dragão, a varinha nunca deverá ser portada por um bruxo que não tenha autocontrole e força mental.

✦ Choupo (Poplar)
▸ “Se você procura integridade, procure primeiro entre os choupos”. Era a máxima de meu avô, Gerbold Olivaras, e minha própria experiência com varinhas de choupo e seus donos confirmam isso. Aí está uma varinha realmente consistente, forte e uniforme, sempre feliz ao trabalhar com um bruxo ou bruxa de clareza moral. Há uma antiga piada sem graça entre os fabricantes de varinhas que diz que nenhuma varinha de choupo escolheu um político, mas aqui eles mostram sua lamentável ignorância: dois dos melhores ministros da magia, Eldritch Diggory e Evangeline Orpington foram donos de varinhas Olivaras de choupo.

✦ Choupo-Branco (Hornbeam)
▸ A minha varinha é feita de choupo-branco, então é com muita modéstia que eu digo que varinhas de choupo-branco escolhem para si parceiros que tenham uma paixão singular e pura, o que alguns chamariam de obsessão (embora eu prefira o termo “visão”), e que quase sempre se realizará. As de choupo-branco se adaptam mais rapidamente do que qualquer outra ao estilo de mágica de seu proprietário, e se tornará muito personalizada tão rápido, que as outras pessoas irão achá-la extremamente difícil de manusear mesmo para o mais simples dos feitiços. É como se as varinhas de choupo-branco assimilassem o código de honra de seu dono, seja lá o que isso significa, se recusando a fazer feitiços – sejam eles bons ou maus – que não combinem com os princípios de seu mestre. Uma varinha particularmente fina e consciente.

✦ Cipreste (Cypress)
▸ Varinhas de cipreste são associadas à nobreza. O grande fabricante medieval de varinhas Geraint Olivaras, escreveu que sempre se sentia honrado em combinar uma varinha de cipreste, pois ele sabia que estava de frente com um bruxo que morreria numa morte heroica. Felizmente, nesses tempos nos quais quase não há sede de sangue, os possuidores de uma varinha de cipreste raramente são obrigados a entregar suas vidas, embora, sem dúvida, muitos deles morreriam se fosse necessário. Varinhas de cipreste encontram suas almas gêmeas na bravura, na coragem e no auto-sacrifício: aqueles que não tem medo de enfrentar as escuridão na alma dos outros ou na sua própria.

✦ Corniso (Dogwood)
▸ Corniso é uma das minhas favoritas, e descobri que combinar uma varinha de corniso com seu dono ideal é sempre divertido. Varinhas de corniso são peculiares e muito travessas; ela tem uma natureza brincalhona e insistem em procurar parceiros que possam proporcionar a elas muita emoção e diversão. Seria muito errado, porém, deduzir que varinhas de corniso são incapazes de fazer magias mais sérias quando solicitadas; elas são conhecidas por conjurar feitiços incríveis sob condições difíceis, e quando combinadas com um bruxo ou bruxa adequadamente inteligente e engenhoso, podem produzir encantamentos deslumbrantes. Um ponto fraco interessante das varinhas de corniso é que elas se recusam a conjurar feitiços não verbais e podem ser muito barulhentas.



▸ VARINHAS: um guia definitivo - parte 2
▸ VARINHAS: um guia definitivo - parte 3

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.